14 novembro 2010

Noite sensual

A tarde cai
mas meus pensamentos levantam uma ansiedade incontrolável
Busco em minha mente um motivo para não pensar em ti
e simplesmente não encontro
sem sono, sem vontade de ler
Sem motivo algum para não ligar pra você
Contesto, digo pra mim mesmo que estou errado
Mas protesto, o meu contestamento não tem menor fundamento
Enfim, crio coragem e disco seu número
Imundo! É a frase que me passa pela cabeça
Que mundo! Eu não me arrependo das noites alheias
Inseguro? Não de fazer besteiras!
Sigo diante, sem medo, não há fronteiras.

Abro a porta, não demorei muito pra te convencer de vim aqui
não me ignora, sabe que a noite não será ruim
você não encosta, faço isso sem mandar em mim

Te pego pelo braço,sem machuca-la
A noite mal começou e já começo a beija-la
a cada passe de língua, senti excitar-la
a noite era curta e temos que aproveita-la


Jogo ela sem agressividade no sofá
e de vagarzinho a sua roupa começo a tirar
ao seu lado começo a deitar
e lentamente começo a acariciar-la


Já ofegante, não paro, sigo diante
retiro minha roupa em um Zouk marcante
a noite tá quente
fecho a porta da sala
agora eu te agarro e você me agarra
noite sensual, noite de tara
a noite não acaba
não... não acaba.

Agora pararei de escrever
essa parte só a mim me interessa
e se quiser saber da noite de hoje... liguem pra Marcela

4 comentários:

  1. uuaau! a-do-rei, muuuito ;)

    ResponderExcluir
  2. Parabéns mais uma vez pela tua criatividade , continue sempre assim ! seus textos estão todos lindos.

    ResponderExcluir
  3. BOTEI FÉ MAN!!!!
    FICO BEM INTERESSANTE!
    ABRAÇO
    PAZ

    ResponderExcluir
  4. Meu nome é Francis Perot. Estive aqui em seu blog e achei-o interessante, meus parabéns. Meu blog POESIAS E CONTOS DIVERSOS, se desejar visitar e seguir ficarei muito honrado.
    Se desejar seguir meu blog será uma honra...

    ResponderExcluir

About Us

Recent

Random